Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Sambando venceremos! Artistas e produtores culturais fazem protesto em São Paulo.

Aumentar texto Diminuir texto
Em pleno dia da mentira, artistas e produtores culturais do interior, litoral, Grande São Paulo e Capital fizeram protesto em frente à Sala São Paulo, sede da Secretaria de Estado da Cultura, na capital paulista, contra os cortes orçamentários na pasta da Cultura e que tem promovido o maior retrocesso nas políticas culturais do estado dos últimos anos.

A data não foi escolhida por acaso.

Os cortes promovidos pelo Governo Alckmin atingiram diretamente os recursos destinados ao ProAC (na categoria Editais), representando uma diminuição de 13 milhões, na contramão dos avanços conquistados pela categoria no ano passado; além de promover o fechamento de diversas Oficinas Culturais na capital e em todo o estado e a redução de quadros de funcionários e programação do Museu Afro-brasileiro, MIS e Pinacoteca dentre outros aparelhos do Estado.

Não é preciso dizer (mas dizemos) o quanto contraproducente é a decisão pelos cortes no orçamento. Primeiro por representar uma interrupção nas políticas de democratização e acesso a cultura no estado, praticamente jogando no lixo os recursos anteriormente investidos através da interrupção abrupta de trabalhos em desenvolvimento por todo o estado. Segundo, pelos empregos, vagas e produções que estão sendo fechadas e transferidas (em alguns casos para mais de 200 km de distância) e que simplesmente inviabiliza a produção e formação cultural em diversas localidades. E terceiro pela enganação e arbitrariedade mesmo, onde vai se tornando moda as meias verdades que trocam “racionamento” por “crise hídrica” e “fechamento” por “realocação”; onde aumentos fictícios de recursos nunca chegam de fato às pastas, onde coloca-se os números à frente das pessoas e os “superávits primários” a frente das “felicidades de fato”.

Por isso tudo e mais um pouco, artistas e produtores culturais de todo o estado se armaram de criatividade, barulho, performances e muita vontade de mudar e se reuniram na região da Luz para protestar contra as medidas adotadas pelo governo. Estivemos lá também e participamos do protesto em sua maioria pacífico e sem grandes transtornos para a cidade, com exceção de um momento mais tenso em que algumas pessoas tentaram (erradamente e logo contidos pelos demais) forçar a entrada na Sala São Paulo.

Com marchinhas e gritos de “desce, Marcelo, desce!”; os manifestantes chamavam o Secretário de Cultura, Marcelo Araújo, para que viesse conversar com os manifestantes, ao que não fomos atendidos. Infelizmente o secretario só topava receber uma comissão de no máximo quatro pessoas, o que foi rejeitado por plenária realizada no local. Além da participação da Cooperativa Paulista de Teatro, do Fórum do Litoral, Interior e Grande São Paulo (FLIGSP), SATED/SP e de diversos movimentos contra o fechamento das Oficinas Culturais, a manifestação contou também com o apoio e presença do Deputado Estadual João Paulo Rillo e o apoio do também Deputados Estadual Carlos Giannazi, que prometem levar a questão para dentro da Assembleia Legislativa do Estado e cobrar explicações do secretario.

Não percam os próximos capítulos! E confira abaixo como foi a manifestação:


InfoOxe's ManifestacaoDiadaMentira album on Photobucket


.