Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

terça-feira, 7 de abril de 2015

Esperança de todas as cores!

Aumentar texto Diminuir texto
Esperança 
Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E - ó delicioso voo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança…
E em torno dela indagará o povo: 
- Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá (É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
- O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…
Mario Quintana

E foi com o coração cheio de esperança que o Teatro Girandolá apresentou o espetáculo "Conto de Todas as Cores" na Vila Rosina, em Franco da Rocha. O grupo chegou cedo no quintal da Dona Vina, uma mulher muito simpática e receptiva com todos e acima de tudo, uma senhora apaixonada por sua comunidade, tão apaixonada que quase uma hora antes da apresentação, ela já estava contatando todos os seus vizinhos para a apresentação que aconteceria às 11hSilvia Sapucaia, integrante do Girandolá e filha de Dona Vina, acompanhada de Sonia Sapucaia, a vencedora da rifa, também estavam caminhando pelas ruas do bairro, chamando todos para ver no seu quintal, todo o mundo colorido da pequena Lili. O Girandolá também fez o mesmo que as duas mulheres, entrou na onda e fez um cortejo pelo bairro, acordando alguns moradores e tirando as crianças de seus quintais para ver a apresentação. E não é que deu certo?! Em poucos instantes os pequenos ocupavam o espaço organizado no pequeno quintal, que ficou cheio de pitocos e seus pais para conferir o mundo cheio de sapecagens de Lili e seus três amigos. 

Essa apresentação foi financiada pela comunidade do bairro e por outros cidadãos de Franco da Rocha e Francisco Morato, que compraram a rifa vendida em fevereiro pelo Teatro Girandolá, que teve a ideia de rifar seus trabalhos, para poder apresentar mais na região, com apenas R$ 5,00, cada um contribuiu e viabilizou essa apresentação, que foi recheada de sorrisos. Cada amigo/parceiro que contribuiu com essa ação, ajudou a brilhar os olhos das crianças lá presentes, que participaram do espetáculo e não se desprenderam nem um segundo da história que foi contada, muitos ali nunca haviam assistido um espetáculo de teatro antes. No final da apresentação, os moradores do bairro se juntaram e distribuíram pipoca, balas e pirulitos para a garotada. O Girandolá agradece a seus patrocinadores, que comprando a rifa possibilitaram a realização dessa apresentação: Lucinéia Pereira, Erlene Bernardes, Elisângela, Felipe, Antonio Freitas, Rutemberg, Regina Helena, Juvenal de Lima, Iraci Guineza, Luiz Henrique, Mari Lima, Mariana Marques, Ricardo Massonetto, Renata Sene, Taiana Garcia, Claudemir Correia, Cristiane, Sônia Pierangeli, Tiago Henrique, Elisangela Costa, Arnaldo Peçanha, Oshana, Djalma, Lena Salomão, Eliana, Preta, Vanusa, Angela, César, Devanir, Elisangela, Matilde Ramos, Julia Ramos, Mônica Ramos, Caio Cury, Michele dos Santos, Luís Alberto, Luiz Herique, Marcelo Paixão, Sintia, Phabulo, Vitória, Pamela, Dalila Mendonça, Derf e outros amigos, vocês mudaram um pedacinho da nossa realidade e fizeram a alegria desses pequenos moradores da Vila Rosina, todos vocês são responsáveis por essa transformação.

E a Associação Cultural ConPoeMa, através de seus núcleos, o Teatro Girandolá e o Informativo Ôxe, segue caminhando, apresentando, cantando, dançando e pensando em maneiras de acordar nossas cidades dormitórios, seja através de sarau, através de cirandas, de teatro, de música, mas acima de tudo, a ConPoeMa tem esperança, esperança nas pessoas, na cultura e em toda a transformação que podemos gerar por aqui.

E mais uma apresentação do Conto foi rifada, a ganhadora da rifa de março Renata Sene, vai escolher a data e o local da próxima apresentação desse espetáculo infantil, em breve divulgaremos essa atividade, fique de olho no nosso site e até a próxima. Pra saber mais sobre o Conto de Todas as Cores clique aqui. Abaixo as fotos, curta, compartilhe e nos ajude a disseminar esse trabalho!