Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quarta-feira, 22 de abril de 2015

A próxima quarta feira (29/04) é dia de manifestação em defesa da Cultura!

Aumentar texto Diminuir texto
Nossos heróis em manifestação de 2014 na ALESP
pelos R$ 100 Mi para o ProAC Editais
A manifestação puxada pela Frente SP de Cultura, pelo FLIGSP e diversas outras organizações da sociedade civil, tem por objetivo repudiar os atuais cortes no orçamento do estado na pasta da Cultura e cobrar do governo maior celeridade na constituição do Sistema Estadual de Cultura segundo as deliberações saídas da mais recente Conferência Estadual de Cultura. Além disso, a manifestação promete fazer bastante barulho nos ouvidos de nossos deputados estaduais e encher de alegria os corredores da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, marcando também um importante momento na luta destes movimentos em defesa da Cultura do estado com o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Cultura que já conta com 30 deputados estaduais que irão lutar para que sejam respeitados os direitos culturais da população do estado.

A Frente SP de Cultura é formada por diversas iniciativas da sociedade civil organizada, dentre as quais o Fórum do Litoral, Interior e Grande São Paulo (FLIGSP), movimento formado por artistas e produtores culturais de todo o estado de São Paulo que vem lutando pelo fortalecimento das iniciativas culturais em todo o estado e do qual orgulhosamente fazemos parte.

Se interessou? Então apareça também no dia 29 DE ABRIL, A PARTIR DAS 11H, NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO e venha se juntar à luta!

Abaixo você confere o texto de divulgação da manifestação:
___________________________________________________


ATO-Cultura (SP): Dia 29 de Abril - Alesp


Este texto se propõe a atualizar a todos os fazedores de arte e de cultura a respeito das ações programadas para o dia 29 DE ABRIL, A PARTIR DAS 11H, NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO, quando, mais uma vez, artistas e produtores residentes no estado de São Paulo darão nova demonstração de força e de capacidade de mobilização.

O assunto é de interesse de todos aqueles que lutam pela construção de políticas públicas que deem conta da atual produção artística e cultural do estado.

A LUTA ESTÁ SE SOFISTICANDO... Duas novas Frentes de ação surgem.

Há vários movimentos e entidades unidos em uma única Frente, recém criada, denominada Frente SP de Cultura. E, também, uma outra Frente criada dentro do próprio parlamento, denominada Frente Parlamentar em Defesa da Cultura, quando pela primeira vez se terá deputados comprometidos com a defesa das artes e da cultura no estado.

Como surgiram e o que objetivam estas Frentes?

 1. FRENTE SP DE CULTURA: PRÓ-SISTEMA ESTADUAL DE CULTURA

Esta Frente foi criada no dia 05 de março de 2015 por ocasião da Audiência Pública da Comissão de Educação e Cultura da ALESP convocada para pedir esclarecimentos ao secretário de estado da cultura, Marcelo Araújo, a respeito do andamento dos trabalhos de implantação do Sistema Estadual de Cultura.

Neste mesmo dia, terminada a Audiência, representantes de diversos Fóruns, Redes, Entidades e Movimentos Sociais de Cultura e de Artes que atuam no estado de São Paulo permaneceram no auditório, debateram e criaram a Frente SP de Cultura.

A pauta principal desta Frente é o acompanhamento, discussão e implantação do “Sistema Estadual de Cultura”. Até o presente momento, a Frente conta com representantes das seguintes organizações: “Fórum Litoral, Interior e Grande São Paulo – Artes da Cena e Políticas Culturais”; “Fórum para as Culturas Populares e Tradicionais”; “Fórum Estadual Permanente dos Pontos de Cultura”; “Cooperativa Paulista de Teatro”; “Roda dos Fomentos”; “Cooperativa Paulista de Teatro – Interior/Campinas”; “Cooperativa de Música”; “Cooperativa Brasileira de Circo”; “Cooperativa Paulista de Dança”; “Associação Brasileira do Circo”; “P10 – Música”; “Motin – Teatro”; e outras.

É importante destacar que a “Frente” permanece aberta a outras organizações interessadas em integrá-la. Se há algum movimento ou entidade que queira compor esta Frente, escreva para frente.spcultura@gmail.com ou mande uma mensagem na página do face https://www.facebook.com/frenteSPcultura.

 2. FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA CULTURA

Os parlamentares que apoiam a luta de artistas e produtores estão se articulando, desde o ano passado, para comporem a Frente Parlamentar em Defesa da Cultura na ALESP. Esta Frente é suprapartidária e objetiva defender as pautas dos movimentos organizados, além de proteger o setor dos ataques aos quais está exposto.

Neste ano, o deputado João Paulo Rillo protocolou o pedido de abertura da frente e, até o presente momento, 30 deputados assinaram a sua participação. 10 destes deputados assinaram como membros e 20, como apoiadores. Com isso, foi marcado o lançamento oficial desta Frente para o dia 29 de abril (ver programação abaixo).

A Frente Parlamentar é um importante instrumento criado dentro do parlamento, mas é bom que se saiba que seus trabalhos serão conduzidos pela sociedade civil. Os parlamentares que integram essa frente tornam-se porta-vozes dos movimentos organizados. Essa Frente só funcionará se a sociedade civil se manter organizada, produzindo pensamento e elaborando políticas públicas para o setor. Só assim a Frente se tornará de fato uma ferramenta de luta.

Entre os membros estão os deputados(as) João Paulo Rillo (PT – São José do Rio Preto), Carlos Gianazzi (PSOL – São Paulo), José Américo (PT – São Paulo), Lecy Brandão (PC do B – São Paulo); Carlos Neder (PT – São Paulo); Raul Marcelo (PSOL – Sorocaba); e, Marcia Lia (PT – Araraquara).

Entre os deputados(as) apoiadores estão Mauro Bragato (PSDB – Presidente Prudente); Welson Gasparini (PSDB – Ribeirão Preto); Itamar Borges (PMDB – Araçatuba); Prof. Auriel (PT – Guarulhos); e, Edimir Chedid (DEM - Bragança Paulista).

DIA 29 DE ABRIL, a partir das 11H - O 1º ENCONTRO DAS FRENTES E A MANIFESTAÇÃO CONTRA OS CORTES NO ORÇAMENTO DA CULTURA NA ALESP
11h00 – Horário de Chegada na ALESP e concentração nas salas 1113/1114 – 1º andar 
14h00 – Encontro da Frente SP de Cultura – Plenário José Bonifácio – 1º andar. 
15h30 – Lançamento Oficial da Frente Parlamentar em Defesa da Cultura com a presença dos parlamentares que compõe a Frente– Plenário Paulo Kobayashi – andar monumental 
16h30 – Nossa presença no Plenário da ALESP - manifestação de repúdio aos cortes do orçamento.

BREVE CONCLUSÃO - As criações destas Frentes elevam a capacidade de organização e de mobilização para além dos limites dos nossos movimentos e de nossas entidades. É possível mostrar ao Poder Executivo que duas Frentes se levantam em defesa de uma política pública proposta pela sociedade civil organizada.

Venha no dia 29 de abril e traga o seu movimento ou a sua entidade para integrar a Frente SP de Cultura e acompanhar o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Cultura.

Pelo fortalecimento da nossa luta no estado!!


.