Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quarta-feira, 25 de março de 2015

Pourquoi pas?

Aumentar texto Diminuir texto
“Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto, é realidade”.
Raul Seixas

O Morro Grande, em Caieiras, está se movimentando e fazendo com que muita gente suba bairro a dentro pra se encantar com o delicioso Espaço Cultural Porco à Pá, que promove o Sarau Cultural de Caieiras – arte e convivência, idealizado pela Katia Frediani e Cristina Fuentes.
Valorizando a cultura roceira local, o ambiente captura os visitantes ao colocá-los em contato com a natureza, lembrando a paisagem de uma chácara, e possibilitando que deixemos a agitação da cidade da porta pra fora. Um das propostas levantadas pelas idealizadoras, e debatida no último encontro, é pensar em um sarau como meio de promoção em saúde.
Há dois anos o sarau vem conquistando muitos adeptos, por oferecer além de um espaço aconchegante e descontraído, um local com programação onde é possível levar toda a família. Com um cardápio com muitas opções de comida vegetariana, bom vinho e preços acessíveis, não há quem não se agrade, e o mais importante, é possível se manifestar artisticamente, em qualquer linguagem, e apreciar também os demais artistas locais.
No último dia 21, o Sarau contou com a presença de Edvaldo Santana, (parceiro de Arnaldo Antunes, Paulo Leminski, Tom Zé, entre outros) comemorando os seus 40 anos de estrada, e animando logo de início a noite, e durante todo o evento o cantor e compositor Charlis Abraão permeou as apresentações com suas belas canções.
Além de apresentações musicais, o público pode conferir declamações de poesias, e até a gravação de um documentário a respeito da vida e obra de Edy Star.
Com a presença de muitas famílias com crianças e bebês, o espaço também se preocupou em ter um local pensado para os pequenos, em que a arte educadora Silvia Sapucaia, pode apresentar os livros, contar histórias, e trabalhar com eles a sensibilização artística, e não é que durante o sarau, uma garotinha apresentou uma poesia criada por ala mesma naquele instante?
Cerca de 100 pessoas passaram pelo local, contribuindo cada um a sua maneira, para que aquele fosse um grande encontro.
Com o fortalecimento de espaços como este (que foi premiado pela segunda vez pelo edital do ProAC de Saraus), vimos a nossa região se potencializar, se organizar, criar redes e agendas culturais permanentes, podendo fazer daqui um local agradável de se viver e conviver, e dando cada vez mais voz para seu próprio povo.
A mensagem que este sarau vem nos trazer de cara em seu nome, é de que devemos ousar fazer, e nos empenharmos para desconstruir os milhares de pré-conceitos sobre a arte, sobre a possibilidade de se ter acesso a ela, e de se fazê-la, e sobre o local onde estamos inseridos.
Por que não?

O sarau é realizado mensalmente, sempre no 3º sábado do mês, no Espaço Cultural Porco à Pá (Pourquoi pas?), localizado na Avenida Olindo Dártora, nº 4.560, Morro Grande, Caieiras.
A entrada é franca e quem quiser participar e apresentar sua arte pode fazer a inscrição, também gratuita, pelo telefone: (11) 96915-1735, por e-mail: sarauculturalcaieiras@uol.com.br, ou pessoalmente no dia do sarau.