Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

terça-feira, 10 de março de 2015

"Juquery: memórias de quase vidas" está de volta!

Aumentar texto Diminuir texto
No final de outubro e no mês de novembro do ano passado, o Teatro Girandolá estreou um espetáculo importantíssimo para sua história, fruto da pesquisa de quase dois anos dentro do Complexo Hospitalar do Juquery, lugar emblemático que formou a nossa região. E foi mais um sonho que o Teatro Girandolá tirou do papel e mostrou para a população de Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã e Caieiras.

São seis atores entregues, cheios de indagações que foram levadas para as cenas durante o processo e que agora estão acontecendo com a presença do público. Cenas fortes, sensíveis, criadas por almas que queriam, em todos os momentos do processo, entender o porquê daquelas pessoas estarem presas há vinte, quarenta, sessenta anos num mesmo lugar, o que fez com que elas fossem enjauladas e permanecessem abandonadas num espaço, que foi palco de diversas injustiças e maus tratos, mas um espaço que também foi acolhimento, onde muitos internos, quando tiveram a oportunidade de voltar para suas casas, não quiseram, ou até mesmo, voltaram de trem para o Juquery, que foi e é casa para muitos seres humanos, que ainda hoje vivem nos pavilhões e espaços da instituição.

Depois da temporada em Franco da Rocha e apresentações nas cidades do entorno, o Girandolá resolveu apresentar o espetáculo em lugares mais distantes, para comparar as reações do público. Aqui, o grupo presenciou relatos emocionantes de funcionários, familiares de pacientes, que tem uma história muito forte com o hospital, mas também muitos cidadãos que se identificaram com a relação da cidade dormitório, do trem e do nosso dia-a-dia. Agora, o grupo quer ver como o espetáculo chega em quem conhece pouco ou quase nada dessa raiz, por isso, se apresentará em alguns espaços parceiros.

E o primeiro grupo a receber o espetáculo, é o Contadores de Mentira, que atua fortemente em Suzano e que já se apresentou por aqui com seus espetáculos. Portanto, dê um pulinho em Suzano, dá pra ir de trem, a apresentação será no dia 20/03/15, sexta-feira, às 20h, no Espaço do Contadores de Mentira, que fica na Av. Major Pinheiro Froes, 530 - Parque Maria Helena, Suzano. Não perca, a entrada é R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia). Até mais!