Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Participe do encontro para formação do Conselho de Cultura de Franco!

Aumentar texto Diminuir texto
Após 1 ano e 5 meses de muito trabalho, encontros mensais entre os artistas e produtores, bem como encontros específicos com o poder público das cidades, o Fórum Permanente de Cultura da Bacia do Juquery pode anunciar alguns ganhos reais para a construção de políticas públicas na região. O primeiro deles foi a formação do conselho de políticas culturais de Mairiporã, constituído no final de janeiro, por duas Câmaras Permanentes de Expressões Artísticas e Expressões Culturais, num processo de quase 2 anos, encampado pelo Movimento Cultura Ativa e que poderá servir de modelo para a formação dos conselhos das demais cidades de nossa região. E o segundo, é uma série de ações que serão desenvolvidas pela Secretaria Adjunta de Cultura de Franco da Rocha, a partir das demandas desse Fórum para a formação do Conselho de Políticas Culturais também para esta cidade. E todos estão convidados para participar deste momento histórico, conhecendo, aprendendo, compartilhando informações e opinando sobre os rumos da cultura na região da bacia do Juquery. O 1º encontro acontecerá no dia 25 de fevereiro, quarta-feira que vem, às 19h, no Centro Cultural Newton Gomes de Sá (Av. Sete de Setembro, s/nº,Centro, Franco da Rocha), onde serão abordados os principais aspectos para a criação do Sistema Municipal de Cultura, com o depoimento do movimento Cultura Ativa, sobre o processo de formação do Conselho de Políticas Culturais de Mairiporã. Quatro membros deste movimento integram também o Fórum Permanente e tem contribuído fortemente com nossas discussões, a partir de suas experiências em sua cidade. Esperamos que estes dois feitos sejam o ponta pé para que as demais cidades da região se adequem aos Sistemas Estadual e Nacional de Cultura, criando seus conselhos, planos e fundos de cultura, e possibilitando que os artistas permaneçam criando suas obras por aqui, e que os cidadãos da bacia do juquery possam usufruir desta arte, sendo transformados e transformando este nosso chão.
A sua presença é muito importante!

Maiores informações sobre o Fórum Permanente, acesse este site!