Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Veja como foi o terceiro fim de semana do Oxandolá 2014

Aumentar texto Diminuir texto
Nesse terceiro fim de semana do Oxandolá [In] Festa 2014, as atividades aconteceram nas duas cidades, Franco da Rocha e Francisco Morato, com apresentações musicais, teatrais e fórum de cultura.
As ações começaram já na 5ª feira, dia 22, com o Teatro Girandolá fazendo a abertura de seu processo de construção do novo espetáculo, num Escambo Psico-Poético, o segundo realizado pelo grupo, e desta vez dentro das dependências do Hospital Psiquiátrico do Juquery, objeto de pesquisa do novo espetáculo. No dia seguinte, houve mais uma atividade realizada dentro do Juquery, um show musical do grupo ViradoNoSiri.
Logo em breve você poderá conferir um texto especial, só das atividades do Oxandolá no Juca, que sairá aqui no blogduÔxe!
Ainda na sexta-feira, dia 23, a noite, aconteceu no CIC Morato, o Fórum Livre de Cultura, um encontro entre o Fórum Permanente de Cultura (fpdecultura.wordpress.com) e os representantes do Poder Público de 4, das 5 cidades, que integram a Bacia do Juquery. Estavam presentes, o coordenador de projetos culturais da cidade de Mairiporã, Ricardo Massonetto, Adriana Souza, representante de Caieiras, o Coordenador de Projetos Culturais de Franco da Rocha, Adilson Almeida (4P), e o Diretor de Cultura de Francisco Morato, Paulo Braga, que expuseram as dificuldades que encontraram na gestão e as soluções que vêem encontrando para botar em práticas os seus projetos.
Além dos integrantes do Fórum Permanente, estava presente a sociedade civil organizada: os alunos da escola P.P.A. (Pedro Paulo de Aguiar) de Francisco Morato, integrantes do movimento Unegro de Franco da Rocha e Caieiras, e a coordenadora da Roda de Conversa Sobre a Cultura Afro-brasileira, de Caieiras.
Foi um marco para o Fórum, poder reunir pela primeira vez, dirigentes de cultura das 4 cidades, e damos como iniciado o canal para discussão sobre Políticas Públicas para Cultura na Bacia do Juquery. O Próximo encontro presencial do Fórum Permanente de Cultura será no dia 25 de junho, em Mairiporã, com local a definir. O principal objetivo neste momento é que neste encontro ainda possam estar presentes todos os representantes do Poder Público, para que o dialogo permaneça, e possamos implantar nas cidades o Sistema Nacional de Cultura. Abaixo as fotos das discussões:


Depois dos trabalhos políticos, muito importantes para que possamos todos desenvolver os demais projetos na região, voltamos para Franco, no sábado, com mais as atividades artísticas no Oxandolá 2014.
No dia 24, por conta da chuva, as atividades foram transferidas para a Casa de Cultura de Franco da Rocha, que recebeu duas incríveis atrações. Às 20h, o público pôde assistir teatro de uma maneira bem diferente. O espetáculo “Viajantes”, do grupo Teatro de Caixeiros, de Ribeirão Preto, foi apresentado de um a um. A platéia recebeu convites que lhes dava direito a sentar, um por vez, em um banquinho com um fone de ouvido, e apreciar um espetáculo em miniatura, onde eram encenados “O Encontro”, “O Jardim”, “Julietha” e “O Cavaleiro Solitário”.
A delicadeza e beleza das cenas encantaram a todos, que esperavam ansiosos pela possibilidade de ver mais uma caixinha secreta. Se você perdeu e ficou curioso, confira as imagens abaixo.


Logo após a apresentação do Teatro de Caixeiros, foi ao palco a Banda Tupi, uma Big Band de São Paulo, que apresentou um repertório de música instrumental MPB, além de algumas músicas com o cantor convidado, Everton Dantas.
O show mandou o frio embora, ao levantar a galera para dançar, e todos nós poderíamos (e gostaríamos de) virar a noite ali ouvindo os belos arranjos e solos feitos por esta grande banda, que provou que a música instrumental só deve estar mais acessível à população, pois também faz dançar, também é deliciosa de ouvir, também é música muito popular!
E pra vocês verem como o negócio estava bom, saibam que para poderem ir embora, eles tiveram que tocar três “saideiras”! Veja as fotos!

Agradecemos demais a participação da Banda Tupi, do Teatro de Caixeiros, e do ViradoNoSiri, para a realização de mais um maravilhoso fim de semana do Oxandolá 2014! Valeu!
Até o fim de semana que vem!
Não percam! Tem muito mais atividade! Tem muito mais diversão!
Confiram aqui a programação dos próximos finais de semana!


O Oxandolá [In] Festa 2014 - (R)existência, é uma realização da Associação Cultural ConPoeMa, através de suas iniciativas Teatro Girandolá e Ôxe! Produtora Comunitária, 
da Secretaria de Estado da Cultura, através do ProAC – Programação de Ação Cultural 201, e tem o apoio, da Cooperativa Paulista de Teatro, daPrefeitura de Francisco Morato, da Prefeitura de Franco da Rocha e do CIC Francisco Morato.