Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Domingo é dia de produzir!

Aumentar texto Diminuir texto
Ontem, domingo, aconteceu a primeira oficina de produção e elaboração de projetos culturais, na cidade de Franco da Rocha, muitos artistas e interessados acordaram cedo, alguns pegaram o trem que fica mais problemático de final de semana e vieram pra cá, instigados pela vontade de saber mais um pouco como funciona essa parte burocrática do fazer cultural e também pra agregar alguns conhecimentos nos trabalhos que realizam em seus locais, veio gente do Grajaú, Mooca, Perus, Caieiras e Francisco Morato.

A atividade começou com uma apresentação individual divertida, cada um tinha que fazer um movimento pra dizer seu nome, o primeiro criava o gesto, o segundo tinha que criar o seu e copiar o anterior, e assim sucessivamente, agora imagina quem estava no final da roda? Depois do primeiro exercício, formaram-se duplas, onde rolou muita conversa e conseguimos conhecer um pouquinho dos novos colegas de luta, que também tem tantos sonhos e desejos a serem trilhados.

A coordenação da oficina, ficou a cargo de Fabia Pierangeli e Roger Neves, que souberam lidar muito bem com todas as questões e preocupações dos participantes, e nos mostraram como facilitar esse caminho de escrita e elaboração de projetos, de trabalho em equipe e muito suor. O foco da oficina foi o ProAC Editais, que é o meio que nosso coletivo está mais familiarizado e acredita ser um processo mais justo de seleção, dentre os existentes. Eles deram todo o suporte necessário pra que todos consigam escrever, organizar e realizar seus projetos individuais ou coletivos de maneira que esses não precisem ser modificados por terceiros, e que cada um faça o que realmente deseja fazer, sem precisar adequar seu trabalho por um interesse externo e finalmente, poder viver da sua arte e não sair de suas terras pra terem reconhecimento do seu trabalho.

Não lembro exatamente em qual momento da oficina que me perguntei: O que move alguns cidadãos dessa cidade dormitório acordar num domingo e fazer uma oficina de produção cultural?

Essa pergunta foi respondida ao longo do dia, quando as rodas de conversas surgiram e eu mesma me reconheci em muitos, que falavam de sua caminhada, de suas empreitadas e sonhos que ainda não haviam sido concretizados, mas estavam a caminho, e nos papos, fui percebendo que esses anseios são mais fortes do que todos os pontos negativos de trabalhar com Arte e Cultura ou o que quer que os outros julguem, é a vontade de modificar ou re-significar a realidade que vivemos, que é tão dura com todos, mas o nosso ideal não é abalado por qualquer tapa na cara que a gente leve, por qualquer ato de desrespeito, depois disso, a gente se renova, juntamos as mãos e percebemos que não estamos sozinhos, somos mais fortes juntos.

A oficina foi uma prova de que podemos compartilhar tudo, inclusive o que sabemos, os ministrantes da oficina dividiram muito do que sabem com quem estava lá, sem egoísmos e sim, com a intenção de que a gente crie uma rede, e que essa rede amplie nossas possibilidades de atuar nessa área, ou melhor, nessa vida que escolhemos e não vamos sair tão cedo.

As duas oficinas de produção e elaboração de projetos culturais estão dentro da programação do Oxandolá [In] Festa 2014, que é uma realização da Confraria Poética Marginal, através de suas iniciativas Teatro Girandolá e Ôxe! Produtora Comunitária, e tem o apoio da Secretaria de Estado da Cultura, através do ProAC – Programação de Ação Cultural 2013, da Cooperativa Paulista de Teatro, da Prefeitura de Francisco Morato, da Prefeitura de Franco da Rocha e do CIC Francisco Morato. Ainda resta uma oficina em Francisco Morato, que será no próximo domingo, 23/02, das 9h às 18h, na Casa de Cultura e dá tempo de se inscrever, basta enviar um email para mariana@teatrogirandola.com.br ou ligar para 4488-8524. Não perca!

Confira as imagens abaixo e até a próxima.