Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

sábado, 12 de janeiro de 2013

Teatro Girandolá faz intercâmbio com ativistas culturais da Espanha e Argentina

Aumentar texto Diminuir texto



Intercâmbio Teatro Girandolá, Teatro y Compromiso e Los Últimos”
No final de 2011 ganhamos de presente da vida uma amiga muito especial: Andréa Amorim - mulher de presença forte, voz doce e olhos vibrantes, médica e ativista cultural. Amiga parceira, que se tornou nossa orientadora, nossa “pajé branca”, generosamente estendendo suas mãos para orientar o mergulho que decidimos dar na cultura guarani, através do projeto “Ara Pyau – contando histórias, trocando saberes”, desenvolvido nos anos de 2011 e 2012 em parceria com a comunidade Guarani Mbya das aldeias Tekoa Pyau e Tekoa Ytu, que resultou no nosso novo espetáculo “Ara Pyau – Liturgia para o povo invisível”.
Pois bem, no final do ano passado Andréa foi estudar na Espanha, ela está fazendo uma pesquisa de doutorado sobre os movimentos de cultura e os possíveis diálogos entre os movimentos no Brasil e na Espanha. Desde que ela foi pra lá, acompanhamos assiduamente sua viagem, suas descobertas, suas vivências, em conversas (bendita tecnologia!) quase diárias. Uma de suas descobertas lá foi o “Teatro Y Compromisso” (http://www.teatroycompromiso.com/), uma escola e rede de teatro que fica em Madrid, na Espanha, e é dirigida por Moisés Mato, criador de uma técnica chamada “teatro de la escucha”. O “teatro de la escucha” é uma ferramenta de teatro que busca a transformação social, com o olhar voltado para “los últimos” ou aqueles que mais necessitam.
De 21 de janeiro a 5 de fevereiro, receberemos duas ativistas culturais vindas diretamente da Espanha e Argentina, que compartilharão conosco um pouco dessa ferramenta, que hoje alicerça o trabalho artístico delas, o “teatro de la escucha”. Durante todo esse período, aproveitaremos pra realizar uma série de atividades onde essa troca possa acontecer. Serão oficinas, apresentações teatrais, visitas à espaços e grupos, saraus e muita conversa. Muitas dessas atividades serão abertas ao público e esperamos que elas sejam um importante espaço para troca de conhecimentos, fique de olho nas datas e programe-se:
26 de janeiro às 19h – Sarau CONPOEMA
O mundo não acabou então... comemore com a gente no Sarau CONPOEMA!
Nós, do Teatro Girandolá, integramos a Associação Cultural Confraria Poética Marginal, junto com outras três iniciativas, a Ôxe! Produtora Comunitária, o Teatro em Carne & Osso e a Má Cia de Teatro e em outubro do ano passado, resolvemos realizar pelo menos uma atividade cultural todo mês. Pensamos em algo que agradasse o nosso coletivo e também tínhamos o desejo de que TODOS pudessem participar, então decidimos criar o Sarau CONPOEMA, que nasceu para celebrar de uma forma deliciosa o nascimento da nossa associação cultural. Em 2013, virão mais atividades culturais e muito mais saraus pra todos, o sarau costuma acontecer no meio do mês, mas em Janeiro ele será realizado no dia 26, pois a partir de 20 de janeiro receberemos as ativistas culturais Geraldine Guerrero e Chusa Pérez para um intercâmbio, onde elas nos contarão um pouco sobre o “teatro de la escucha”, uma ferramenta criada por Moisés Mato, que é difundida no Centro de Formação Teatro Y Compromisso.
Portanto, nosso primeiro Sarau CONPOEMA de 2013 será no dia 26 de janeiro. Já vai se preparando para mais um dia de festa, um lugar onde todo mundo é bem vindo e pode trazer para o palco sua música, sua poesia, seu protesto, seu canto, ou simplesmente assistir as apresentações e celebrar mais um dia de troca com todos que estarão por lá. Não vai perder né?! Sua presença é muito importante pra gente, então marque aí na agenda, sábado (26/01), a partir das 19h, na Casa de Cultura de Franco da Rocha (antiga Biblioteca Municipal), em frente à estação de trem da CPTM. Até lá, enquanto o Sarau não chega confira toda a nossa programação de janeiro abaixo:
26 e 27 de janeiro das 14 às 17h – Oficina “teatro y compromisso”
A oficina será gratuita, acontecerá em dois dias, será realizada o Centro Cultural Newton Gomes de Sá (Av. Sete de Setembro, s/nº, Centro, Franco da Rocha – SP) e será ministrada por Chusa Pérez e Geraldine Guerrero.
As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de janeiro pelo telefone 4488-8524 ou pelo e-mail fabia@teatrogirandola.com.br - 30 vagas
Saiba um pouco mais sobre a oficina e sobre as oficineiras logo abaixo:
A OFICINA
Justificativa: Cada vez mais se faz necessário a promoção de pessoas que lutem e sonhem com um mundo mais justo e solidário. Entendemos que o teatro pode e deve ser uma resposta, uma ferramente para este fim. Neste curso abordaremos algumas técnicas e experiências que vem sendo utilizadas para isso, com o objetivo de que possam continuar iluminando diferentes áreas: educacional, social... com a contribuição de todos que assim desejem.
Bases: Esta proposta de trabalho está alicerçada fundamentalmente no Teatro de La escucha, Teatro do Oprimido e outras experiências teatrais, políticas e sociais, que concentram seus esforços na transformação social.
Metodologia: Levaremos teoria e prática através de uma metologia vivencial, sabendo que essa é uma pequena introdução de um trabalho muito mais profundo.
Público alvo: Trabalhadores sociais, educadores sociais, psicólogos, pedagogos, professores, artistas e todas as pessoas interessadas em trabalhos coletivos sociais e em utilizar o teatro como ferramenta de consciência e transformação social.
O teatro nos permite levar a cabo de uma forma dinâmica a capacidade criativa pessoal e de grupo de maneira integral e ordenada, descubramo-nos artistas.
A esperança é a virtude de quem luta!”
AS OFICINEIRAS
Chusa Pérez – Atriz e educadora, responsável pela Sala de Teatro Social e Companhia Los Últimos, mantida desde 2006 de forma independente na Argentina e que nasceu do “teatro de la escucha”. É também co-responsável pelo “Encuentro Internacional de Teatro Social A Desalambar, que acontece em Madrid – Espanha e em 2013 chega a sua 10º edição.
Mais informações: http://www.losultimosteatro.com/
Geraldine Guerrero – Atriz, educadora e socióloga. Coordena o projeto “Serexpresión Teatro Acción”, dedicado a realizar ações de caráter político e social, assim como atividades formativas e de difusão do conhecimento artístico e social. Recebeu formação e compartilha experiências com a escola e rede “Teatro y Compromiso” desde 2008.
Mais informações: http://serexpresion.blogspot.com.br/
28 de janeiro – Oficinas com Teatro Girandolá e ensaio aberto com Grupo Pandora de Teatro
Ainda parte da programação do nosso intercâmbio com o Teatro y Compromiso e Cia Los Últimos, o Teatro Girandolá nesse mês também ministrará duas oficinas de socialização das suas pesquisas, abertas a comunidade geral.
As oficinas acontecerão no dia 28 de janeiro. Pela manhã, o Girandolá vai compartilhar com o público um pouquinho do que aprendeu durante a sua trajetória de grupo sobre as brincadeiras cantadas tradicionais do Brasil. Serão abordadas as histórias e práticas de danças como Cirandas, Cacuriás e Cocos, brincados até hoje pelos guardiões da nossa cultura popular, e que tanto inspirou o grupo na pesquisa do primeiro espetáculo infantil Conto de Todas as Cores. E a pesquisa e brincadeira não parou por aí, é presente permanentemente nos trabalhos e atividades do grupo.
E pela tarde o grupo abre sua sala de ensaio para uma oficina de experimentações teatrais, convidando a comunidade a vivenciar dessa vez parte do processo de criação do espetáculo Ara Pyau – Liturgia para o povo invisível, criado a partir da convivência com os moradores da comunidade Guarani Mbya das aldeias Tekoa Pyau e Tokoa Itu, do Jaraguá-SP. As oficinas são gratuitas e acontecerão no Espaço Girandolá que fica na Av. São Paulo, 965, Vila Suíça – Francisco Morato. Para se inscrever basta ligar para 4488-8524 ou mandar e-mail para fabia@teatrogirandola.com.br até o dia 27 de janeiro, são apenas 20 vagas.
Horários:
10 às 12h – Oficina de Brinquedos Cantados com Teatro Girandolá
12 às 14h – Almoço coletivo*
14 às 17h –Socialização do processo de criação do espetáculo “Ara Pyau” com Teatro Girandolá
*Traga algum prato para que possamos almoçar todos juntos.

E a noite, às 19h, o Grupo Pandora de Teatro faz o primeiro ensaio aberto do seu novo processo de criação - "Relicário de Concreto", dentro da programação do nosso intercâmbio, na sala multiuso do CEU Perus, que fica na Rua Bernardo José de Lorena, s/nº, Perus.
31 de janeiro – Apresentação do espetáculo “Ara Pyau – liturgia para o povo invisível”

E no meio do nosso intercâmbio com Geraldine Guerrero e Chusa Pérez, iremos apresentar nosso espetáculo “Ara Pyau – Liturgia para o povo invisível”, montagem que nasceu no meio do ano passado, fruto da pesquisa que realizamos nas aldeias Tekoa Pyau e Tekoa Ytu, onde pudemos conhecer um pouco sobre os Guarani M'bya, através do projeto “Ara Pyau – contando histórias, trocando saberes”, que foi contemplado pelo ProAC - Programa de Ação Cultural, prêmio da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Já realizamos cerca de 10 apresentações no ano passado, circulando por Franco da Rocha, Francisco Morato, Cajamar, Perus, Poá, São Paulo, Jundiaí e outras cidades, em 2013 queremos muito mais, então já pra começar o ano com esse trabalho tão importante pra gente, que realizamos com tanto cuidado e respeito com essa cultura milenar, iremos apresentá-lo no dia 31 de janeiro, pra somarmos as boas energias que irão surgir nesse mês e já nos prepararmos para as apresentações que virão pela frente. O espetáculo acontecerá no Centro Cultural Newton Gomes de Sá (Av. Sete de Setembro, s/nº, Centro, Franco da Rocha – SP), às 20h. É necessário chegar uma hora antes do início do espetáculo para retirar ingressos, pois serão apenas 50 lugares. Se você ainda não viu ou quer rever nosso Ara Pyau, te esperamos lá no dia 31! Entrada franca!

01 de fevereiro às 20h – Girandolá Recebe... Geraldine Guerrero, com o monólogo “Otro trabajo cliché sobre la violencia em México”


Acontece no próximo dia 01 de fevereiro a primeira edição do projeto Girandolá Recebe deste ano de 2013 e, para começar o ano com grande estilo, o trabalho a ser apresentado vem de terras da Espanha, mais precisamente de Madrid. Trata-se do monólogo Outro trabajo cliché sobre la violência en México, de autoria da atriz Geraldine Guerrero, inspirado a partir das metodologias teórico-práticas do Teatro de la Escucha, escola e rede da qual é integrante desde 2008.
De acordo com a atriz, sua busca em abordar de maneira cênica a violência resultou em uma ação performática que inclui elementos descritivos de uma experiência de violência que, para ser contada leva-se em conta também elementos únicos do dia e lugar onde o monólogo é apresentado, permitindo assim não só expressar a angústia pelas condições de vida de um mundo que aposta na guerra e não na paz, mas, tratar de estabelecer um diálogo à cerca da vida e do risco de se viver em meio a certas condições, à mercê de seus próprios interesses. Falar com a ânsia de alimentar nossas esperanças em poder nos comunicar dando maior importância aos bens comuns em tempos de interesses individuais e corporativos, para que isto venha se concretizar em ações compartilhadas que respondam às necessidades observadas através de uma fina análise da realidade.
Este primeiro Girandolá Recebe de 2013 é mais uma das ações que fazem parte do intercâmbio que o Teatro Girandolá vem estabelecendo com o Teatro y Compromisso, Centro de Formação do Teatro de la Escucha, sediado em Madri.
Onde: Espaço Girandolá, Av. São Paulo, 965 – Vila Suiça – Francisco Morato.
Atividade gratuita, na qual serão distribuídos apenas 20 ingressos, que deverão ser reservados pelo telefone 4488-8524.


.