Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Franco da Rocha contra o aumento da passagem de ônibus!

Aumentar texto Diminuir texto
Em uma cidade onde o foco dos meios de comunicação de massa sempre esteve associado a enchentes e prisões, nasce uma fagulha de esperança. Franco da Rocha, com uma população de 131.604 habitantes segundo estatísticas do IBGE, presenciou uma cena histórica que há muito não se ousava pelos seus munícipes. Uma média de 300 pessoas aproximadamente reuniram-se na região central da cidade para protestar contra o Decreto 2.033/2012 aprovado pelo atual prefeito de Franco da Rocha, Marcio Cecchettini, do qual autorizou o aumento da passagem de ônibus para R$ 3,20, decreto este que entrou em vigor no dia 2 de dezembro de 2012.

A partir desta mesma, começara a publicação de diversos comentários de insatisfação da população na rede social Facebook e, no mesmo dia, iniciava também uma organização de protesto articulada principalmente através da Internet. No próximo final de semana, dia 7 de dezembro, às 17 horas, começava a manifestação. Apitos, faixas, gritos, carro de som e coletas de assinaturas foram os primeiros atos, dando assim início ao primeiro movimento popular de Franco da Rocha. Há de se notar que, apesar de ter comparecido figuras representando partidos como o PT Jovem e o PSOL, as bandeiras que se ergueram chamavam-se indignação, insatisfação e revolta. Nesta mesma data, o movimento conseguiu levantar mais de 3500 assinaturas. (veja as fotos aqui)

A manifestação permitiu que a população percebesse a importância do movimento, e na próxima semana começaram a procurar soluções que resolvessem essas questões através dos meios legais. Contudo, o poder não facilitou para os munícipes. Advogados da câmara não responderam as perguntas, a Casa dos Advogados presente na cidade esquivou-se, o contrato da empresa de ônibus não foi cedido pelo setor de Licitação da Prefeitura (foi exigido o valor de 8,60 para protocolar a solicitação e um prazo de 15 dias para verificarem se poderão disponibilizar o documento) e ainda, não houve advogado algum que se manifestasse em prol da causa. Mas apesar disto, não foram fatores suficientes para diminuir a força do Movimento, que continuam a buscar os meios legais para entrarem com uma ação popular.

No dia 19 de dezembro, houve a Diplomação do novo prefeito da cidade, o Kiko, eleito pelo PT, e que deve assumir o cargo em janeiro de 2013. Mais uma vez, o Movimento Contra o Aumento da Passagem em Franco da Rocha esteve presente, apresentando carta de reivindicação para que se vete o Decreto 2.033/2012. No início da cerimônia, o acesso foi proibido para os populares, entrando na Câmara Municipal apenas os convidados. O acesso foi permitido somente no final do evento, permitindo que o Movimento passasse as folhas do abaixo assinado, atitude esta que não foi bem aceita pelos presentes, inclusive pelo atual prefeito Márcio Cecchettini, que com a prancheta do abaixo assinado em mãos e caneta em punho recusou-se assinar dizendo que “Caso queiram saber o motivo pelo qual houve o aumento, entre com um protocolo na Prefeitura”.

E hoje, dia 21 de Janeiro, às 19 horas, deve acontecer o primeiro encontro dos integrantes do Movimento Contra o Aumento da Passagem em Franco da Rocha, e que tem por objetivo levantar em pauta quais foram os sucessos alcançados até o momento e quais serão as próximas ações, permitindo assim que o Movimento adquira mais força em seus objetivos. Portanto, as questões que devem entrar em pauta são: redução da tarifa, integração dos transportes entre ônibus e trem, menor tempo de espera e transporte urbano alternativo. O encontro deve ocorrer em frente às lojas Miriam, no centro de Franco da Rocha.

Por Lincoln dos Prazeres