Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Quilombaque comemora 7 anos de lutas em Perus

Aumentar texto Diminuir texto

Este fim de semana nossos queridos amigos da Comunidade Cultural Quilombaque comemoram mais um ano de luta e resistência no bairro paulistano de Perus. "Sete anos de prazerosas sensações, com grandes conquistas e acreditando, apesar do trabalho árduo, na transformação e libertação de nossa realidade. E para comemorar essa data especial preparamos um grande festival de Rua com diversas atrações.", como eles mesmo contam neste post aqui sobre a comemoração.

A Quilombaque dispensa apresentações e nestes sete anos tem sido protagonista e palco de diversas lutas, encontros, atividades, conversas, articulações, confabulações, movimentos e delícias visuais, sonoras, gustativas e, principalmente, poéticas e engajadas no bairro. Saraus, teatro, música, instalações, fogueiras e muito, muito amor, fraternidade e companheirismo. Quem nunca passou uma deliciosa tarde em meio a igualmente deliciosas discussões, uma noite intensa de atividades dentro e fora do quintal do quilombo ou se deslumbrou com descobertas magníficas por ali, certamente não passou pelo que há de mais intenso e verdadeiro em atividades culturais em Perus. Quiça, em toda capital paulista.

"E assim continuaremos a nossa luta, resistindo por muitos e muitos anos, enfrentando obstáculos e dificuldade que vem fortalecendo quem aprendeu desde o começo que resistência é a palavra chave para a mudança de nossa periferia." E pode acreditar, eles sabem do que estão falando. Dos parques lineares aos generais da Sub, das enchentes de fim de ano aos covardes e ingratos roubos de equipamentos, de tudo um pouco eles já passaram. Mas nem só de lágrimas se vive nessa montanha russa da vida e alegrias não faltaram nem faltarão nesse cantinho iluminado da periferia paulistana, onde não são apenas as luzes que brilham, mas a beleza e a criatividade de um povo que consegue de tudo, menos desistir.

Então você que conhece e curte o trabalho desses guerreiros quilombolas urbanos, apareça no dia 23/09  (domingo agora) às 15h na Praça Inácio Dias (em frente a estação de trem Perus da linha 7 Rubi) para comemorar mais um ano de vida, alegria e muita arte e cultura nas ruas de São Paulo. Se não conhece e quer conhecer, apareça também e vire fã, como nós.

Longa vida ao Quilombaque! Que ele fique e continue a fazer raízes tão profundas que se confundem com a história de Perus e de nossa região. Axé!



.