Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Vídeo-Resumo do Oxandolá [In]Festa 2012

Aumentar texto Diminuir texto
É, acabou. Infelizmente acabou. Por mais um ano realizamos, em parceria com o Teatro Girandolá e Confraria Poética Marginal, o Oxandolá [In]Festa. E essa nossa comemoração de aniversário a cada ano que passa vai ficando melhor, com mais gente, mais parceiros e mais coisas bacanas que dividimos com a população de Francisco Morato e região. Foi um mês inteiro de atividades artísticas que contou com 16 atrações artísticas de nossa região, da Zona Sul, Leste e Norte de São Paulo, além de Itupeva.

Este ano pudemos contar com o apoio do PROAC - Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, além da Cooperativa Cultural Brasileira, do CIC Francisco Morato e da Prefeitura Municipal de Franco da Rocha que fizeram uma significativa diferença e nos permitiram, dentre outras coisas, gerar renda para mais de 300 pessoas indiretamente entre técnicos, artistas e outros trabalhadores. Todas as atividades aconteceram de forma totalmente gratuita, divididas entre o Espaço Girandolá, Centro Cultural Newton Gomes de Sá (em Franco da Rocha) e nas dependências do CIC – Francisco Morato ou em sua frente e permitiram intensas trocas e experiências que nos carregaram as baterias até o ano que vem.

E teve espaço para tudo: música, teatro, literatura, poesia, artes plásticas, debates, conversas e muitas vibrações positivas que atraíram um público total de quase 900 pessoas vindas dos bairros e de outras cidades, algumas até bem distantes, que enfrentaram o intenso frio do mês de junho e a dificuldade de locomoção em nossa cidade, por conta das “benditas” obras de “revitalização do centro”. Sendo assim, a gente não poderia estar mais feliz e agradecido com as comemorações deste ano. A vocês que participaram, acompanharam, replicaram, divulgaram, ajudaram, comentaram, deram uma força, mandaram vibrações positivas, viram, ouviram, pensaram, repensaram, questionaram e apareceram, nosso mais profundo obrigado! Ano que vem tem mais.

Vamos relembrar como foi? Confira aí:




.