Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quinta-feira, 5 de julho de 2012

No meu tempo...

Aumentar texto Diminuir texto

No meu tempo
Homem era joão
Mulher era maria
Chapéu era elegância
Mini-saia, ousadia
Cigarro, maturidade
Internet, utopia

No meu tempo
Havia graça
Desejava-se: “Bom dia!”
Conversava-se na praça
O vento tinha melodia
E se a melancolia persistisse
O samba era de alegria

No meu tempo
Boas prendas casavam cedo
Desajeitadas? Ficavam pra tia
Eles usavam brilhantina
Elas liam poesia
Namoro às escondidas
inspirava a juvenília

No meu tempo
Havia flerte
Desvarios, instigavam a rebeldia
E os mancebos tristonhos
Entregavam-se a boemia

No meu tempo
Carro era fusca
Futebol era Garrincha
Beleza era Brigitte Bardot
... Pois é...
O tempo passou de repente
E infelizmente não me esperou