Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Teatro Girandolá estreia seu novo espetáculo

Aumentar texto Diminuir texto

Desde outubro do ano passado, o Teatro Girandolá está desenvolvendo o projeto "Ara Pyau - contando histórias, trocando saberes" em parceria com a comunidade Guarani Mbya das aldeias Tekoa Pyau e Tekoa Ytu, que fica no bairro do Jaraguá-SP. O projeto foi contemplado pelo ProAC - Programa de Ação Cultural, um prêmio da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, que financiou a pesquisa que resultou na montagem do novo espetáculo teatral do grupo "Ara Pyau – Liturgia para o povo invisível". No último dia 29 o grupo teve o prazer e a alegria de estrear esse novo espetáculo para os moradores da comunidade que inspirou todo o processo de criação.
Nesses oito meses de pesquisa, os integrantes visitaram semanalmente as  aldeias e vivenciaram momentos inesquecíveis junto  desse povo e cada visita resultou em uma experiência única pra cada um.
E para deixar os atores ainda mais ansiosos, o xeramoi (pajé) autorizou que a apresentação acontecesse na Opy (Casa de Reza), lugar sagrado dentro de uma Tekoa (aldeia) e que o grupo visitou algumas vezes durante a pesquisa, em rituais sagrados e preservados há centenas de anos, onde eles se reúnem, cantam e dançam pra pedir proteção e força pro seu povo.

Boa sorte para o Teatro Girandolá nessa nova caminhada, que Nhanderu (Deus) proteja esse novo trabalho!

O Girandolá certamente se fortaleceu nesse dia e ficou pronto para levar esse espetáculo que mostra um pouco da riqueza da cultura guarani e deixa bem claro que os povos indígenas existem, resistem e merecem respeito, são nossos irmãos e donos dessa terra.

Para saber mais sobre esse projeto, clique aqui e acesse o site do grupo.

Confira como foi essa linda apresentação nas fotos abaixo: