Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quarta-feira, 20 de junho de 2012

2º Final de semana do Oxandolá [IN] Festa 2012

Aumentar texto Diminuir texto


E o Oxandolá [IN] Festa 2012 continua a todo vapor... no último final de semana foram três dias recheados de muita música e espetáculos teatrais.
Na sexta-feira (15) teve a noite da MPB, em frente do CIC, onde recebemos quatro atrações que animaram a noite fria da galera. A noite começou com a voz suave e presença marcante de Shallana Rodrigues, Rafael Cardoso no violão e Mestre Gouveia na flauta transversal, mostrando a todos, de um jeito delicado, belíssimas canções.  Depois veio o Arnaldo e as novas mídias, trazendo adaptações de diversas músicas brasileiras e pro "2º round" a galera animada do Animaloco. Quem pensava que iria ficar sentadinho ouvindo canções leves, mudou de ideia e pulou ao som de muito rock and roll.
Logo em seguida, entrou Anderson Fubá e Massaroca Groove, com composições próprias e um som marcante que animou ainda mais quem estava presente, cantou também músicas conhecidas deixando nelas o jeito Fubá de ser. E por último, pra ferver de vez a noite, teve a Banda Esttaca Zero, que cantou o bom pop rock nacional dos anos 80, que deixou os mais jovens com o queixo caído.
Depois de uma deliciosa noite musical que se estendeu madrugada afora, no dia seguinte o Grupo Pandora de Teatro, de Perus, marcou presença no festival com o espetáculo "Canibais Vegetarianos Devoram Planta Carnívora", criação coletiva do grupo que questiona a lógica do mundo capitalista.
No domingo (17) foi a vez do Teatro Girandolá com a apresentação do seu novo espetáculo "Ara Pyau - Liturgia para o povo invisível", fruto do trabalho de pesquisa desenvolvido em parceria com a comunidade Guarani Mbya do jaraguá, das aldeias Tekoa Ytu e Tekoa Pyau. O espetáculo reverencia a cultura Guarani e traz à tona questões como a demarcação das terras indígenas, o abandono e descaso com que são tratados os povos originários do Brasil.
Confira logo abaixo as fotos de mais um final de semana agitado nas terras do Barão de Mauá.









E fique ligado, no fim de semana tem mais!!!
Acesse a programação completa aqui.