Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

domingo, 28 de agosto de 2011

Cortador de sisal

Aumentar texto Diminuir texto


Oxê mainha

Hoje num vô pro sisá

Seiu bem qui farta farinha

Mais num posso tabaiá


Tô cas mãozinha cheia di calo

Meus pezim tá machucado

A cacunda ainda me dói

Da surra qui o patrão deu


Vixe mainha

Hoje num vô pro sisá

Seiu bem que a sinhá num gosta...

Fale pra Lelinha í no meu lugá


O facão que paim deu

Bote aqui do meu ladim

Aveiz se cansa tomém

De tabaiá o dia interim


Oxê mainha

Hoje num vô pro sisá

Seiu bem qui farta farinha

Mais num posso tabaiá


Minha guela esturricada

Do zói num sai mais lágrima

O corpu num sangra mais


Mainha

Rogue uma preci a Nossa Senhora

Pruque eu to ind’imbora

Cum Deus, nosso Pai, morá


Discurpa mainha

Hoje num vô pro sisá