Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Girandolá recebe... G.R.A.D.I. Morato, Odisseia das Flores e convidados

Aumentar texto Diminuir texto
No último sábado (21/05), o projeto “Girandolá recebe...” que acontece a cada mês no Espaço Girandolá, recebeu quatro grupos de Hip-Hop e já pudemos ter uma prévia, em grande estilo, do que serão as comemorações de aniversário do Ôxe! e Girandolá. Pela primeira vez o espaço cultural mantido pelo Teatro Girandolá recebeu o som que faz eco na periferia e não podia ter sido melhor. Três grupos da região, representando as produções locais, mais um de Arujá, que fez a ponte com o outro lado da grande São Paulo, mostraram o melhor da atitude e sonoridade da periferia.

O primeiro grupo a se apresentar foi o CDR Mc's, que mesmo tendo se envolvido em um acidente no caminho, compareceram heroicamente para representarem Arujá nas quebradas moratenses. Com letras repletas de positividade e atitude, foram (literalmente) o primeiro grupo de Hip-Hop a se apresentar no espaço. Na sequência, o grupo somente de mulheres Odisseia das Flores, da Associação Cultural do Véio de Franco da Rocha, mostrou todo o talento da mulher brasileira, com letras e batidas refinadas e bem sacadas.

Depois foi a vez do Sistema 157, de Francisco Morato, mostrar o outro lado da moeda e, no melhor gangsta rap, soltou os monstros revelando toda a violência e agressividade da realidade vivida nas periferias. Fechando a noite, tivemos o G.R.A.D.I. Morato que também representou maravilhosamente com ótimas letras e batidas caprichadas e uma emocionada e emocionante homenagem a todas as mães, com direito a depoimento de arrepiar. Perdeu essa? Então confere aí embaixo como foi.

E segue a rima!


Mais informações no sítio do Girandolá: www.teatrogirandola.com.br


.