Ops!!!

Não era bem isso que você esperava encontrar???

Mas não se preocupe, se você chegou até aqui
é porque ainda não sabe da grande novidade.

Pois bem, passamos por uma reformulação completa e agora mudamos de endereço. 

Oxe o que e

A partir de agora todo os posts publicados no blog do ÔXE! estão abrigados neste novo endereço.

Então sem mais delongas, para continuar acompanhando o ÔXE!, saber de todas as novidades da Associação Cultural CONPOEMA e do Teatro Girandolá, acesse:

terça-feira, 29 de março de 2011

Caminhada Cultural no Recanto dos Humildes

Aumentar texto Diminuir texto
Conforme você viu neste post aqui, no último sábado (26/03) rolou e tivemos o maior prazer em acompanhar a Caminhada Cultural promovida pelo Ponto de Cultura Comunidade Cultural Quilombaque, Sindicato dos Queixadas e Movimento Popular de Saúde; com as participações da bateria mirim do Valença, do grupo de teatro Pandora, do grupo de teatro Guarus - netos de Queixadas, Sarau Poesia na Brasa, Evolução Afro – Brasil (Quintal Cultural), e do Grupo Refúgio da Comunidade Cultural Quilombaque e Projeto Guri. Foi uma tarde memorável em que pudemos ver uma maravilhosa manifestação com performances, flores, muita animação, poesia, muito samba e maracatu.

Acompanhando a Caminhada pelas estreitas ruas e travessas do Recanto dos Humildes pudemos ver na prática, mais uma vez, do que é capaz a colaboração e união da população em torno de uma causa. As encenações mostravam e relembravam a Via Crucis dos moradores para conquistar seus direitos e os tambores ritmavam, animavam, enlouqueciam os cães, disparavam os alarmes dos carros e chamavam as pessoas que, a cada esquina, somavam à manifestação. Arte, Cultura e mobilização, uma combinação realmente perfeita. Contra isso, o poder do estado e as forças coercitivas, tirânicas e sinistras, que ainda existem em nosso Brasil varonil, de pouco ou nada são capazes. Fato! Velha lição, há muito aprendida, mas que sempre nos faz bem (re)lembrar.

A intensa participação popular, foi definitivamente o ponto alto da manifestação, em que houve espaço para todas as idades. Daqueles que vinham atraídos pela curiosidade, sem entender bem o que acontecia, aos que sentiram na pele as dificuldades de se lutar contra lixões e para se ter acesso à saúde (direito tão básico), as ruas do bairro se encheram com memória e positividade que culminou no centro de Perus. Parabéns aos coletivos que participaram, mas principalmente parabéns a toda a população do Recanto dos Humildes pelas lutas, pela tenacidade e pela belíssima comemoração.

E fica a lição para todos nós: vamos à luta pois, sim, é possível! Confira abaixo como foi: